por Manuela Rodríguez

Resumo: O presente artigo propõe articular dois mundos: O das religiões de matriz africana, e o das travestis, ambos na Argentina. A partir de uma síntese das abordagens realizadas sobre a transgressão das normas de sexo e gênero presente nas religiões afro-brasileiras, segundo foram estudadas por acadêmicos do Brasil, analiso a crescente participação de travestis nestas religiões no país, esboçando algumas articulações possíveis em torno da relação desta presença com suas identidades de sexo/gênero. Com esta análise espero contribuir com o estudo destas religiões na Argentina, especialmente no que concerne à sua estigmatização, assim como à sua revalorização como espaços de sociabilidade para sujeitos que não encontram lugar de participação nas instituições heteronormativas hegemônicas. Palavras-chave: religiões de matriz africana, travestis, Argentina.

Abstract: This article intends to bring two worlds together: that of the African-based religions, and that of transvestites, both in Argentina. From a synthesis of the approaches made on transgression of sex and gender norms present in Afro-Brazilian religions – as were studied by Brazilian academics –, I analyze the growing participation of transvestites in these religions in the country, outlining some possible relationships between this presence and their sex/gender identity. With this analysis I hope to contribute to the study of these religions in Argentina, especially in regard to their stigma, as well as its revalorization as social spaces for individuals who have no place of participation in hegemonic heteronormative institutions.

 

Travestis buscando axé

 

Revista Historia www.historiagora.com

Pueden encontrar nuestras publicaciones en Editorial Biblos